Criar um Site Grátis Fantástico
Free Translation Widget
Ultimas Atualizações
VIRTUALLYTON.ORG  (20-03-2018)
SAÚDE E MEIO AMBIENTE  (20-03-2018)
Shows e Eventos  (20-03-2018)
Informativo Raízes d  (20-03-2018)
  • Currently 2.84/5

Rating: 2.8/5 (457 votos)




ONLINE
1





Partilhe esta Página





 t

VIRTUALLYTON.ORG

CONCURSOS

(A figura abaixo é somente demonstrativo

os anuncios são antigos-clic link para

encontrar o jornal atualizado)  >

 www.folhadirigida.com.br/

tr

 SALVE SÃO JORGE TODOS OS DIAS

O

 ESPAÇO RESERVADO PARA 

SEU ANUNCIO. CONTATO

virtuallyton@gmail.com

LER FAZ BEM A SAÚDE

 

 

Notícias

14 de novembro

UNESPAR realiza amanhã

o Vestibular 2017/2018

15:11 A Universidade

Estadual do Paraná (UNESPAR)

realiza neste feriado (15) as provas

do Vestibular 2017/2018. Confira

o ensalamento. Amanhã serão

aplicadas […]

UFBA divulga resultado do

Vestibular EaD 2017/2

14:51 A Universidade

Federal da Bahia (UFBA) divulgou

o resultado do Vestibular EaD

2017/2. Confira a lista de classifi-

cação. Os candidatos aprovados

deverão […]


Programa oferece curso de

"Educação para a Democracia"

aos profissionais de Escolas

Públicas

16:42 A Câmara dos

Deputados abriu as inscrições para a

8ª edição do Missão Pedagógica no

Parlamento. A iniciativa visa capacitar […]

ESPM-Rio de Janeiro encerra

amanhã as inscrições do Vesti

bular 2018

14:50 A Escola Superior

de Propaganda e Marketing (ESPM) 

encerra amanhã (14) as inscrições do Ves

tibular 2018/1 para o Rio de Janeiro (RJ). […]

ENCCEJA 2017 será aplicado

para mais de 1,5 milhão

de estudantes

14:35 O Exame Nacional

para Certificação de Competências de Jovens

e Adultos (ENCCEJA Nacional) destinado

às pessoas que não concluíram os estudos na […]

UPF encerra hoje as inscrições do Vestibular de Verão 2018

13:55 A Universidade de Passo Fundo (UPF), no Rio Grade do Sul, termina nesta segunda-feira (13) o prazo de inscrições do […]

Associação Budista SGI Clama Pela Abolição Nuclear Como Imperativo Moral Em Conferência No Vaticano

06:03 TÓQUIO, 13 de novembro de 2017 /PRNewswire/ -- Hiromasa Ikeda, vice-presidente da associação budista Soka Gakkai Internacional (SGI) juntou-se a outros […]

11 de novembro

UFRR divulga locais de provas do Vestibular e PSS 2018

15:26 A Universidade Federal de Roraima (UFRR) divulgou ontem (10) os locais de provas do Vestibular e do Processo Seletivo Seriado […]

Inscrições para o Prêmio INEP de Jornalismo 2017 encerram segunda-feira

14:45 O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) encerra na próxima segunda-feira (13) as inscrições para o Prêmio INEP de Jornalismo. A […]

UFPE recebe inscrições para seu Vestibular de Música 2018 até amanhã

14:35 A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) encerra amanhã (12) as inscrições para o Vestibular de Música 2018. Os interessados podem se candidatar na […]

Segundo dia de prova do ENEM 2017 acontece amanhã; horário de acesso ao local será o mesmo

14:16 O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2017 realiza neste domingo (12) o segundo e último dia de provas. Serão aplicadas […]

10 de novembro

UEPG divulga locais de provas do Vestibular de Verão 2017

13:37 A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), no Paraná, publicou os locais de provas do Vestibular de Verão 2017. Confira o […]

UEM divulga ensalamento do Vestibular de Verão 2017

13:15 A Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, divulgou o ensalamento do Vestibular de Verão 2017. Os candidatos devem acessar o […]

UFSC apresenta hoje o espetáculo sobre a vida de Albert Einstein; entrada é aberta ao público e gratuita

10:56 O Grupo Pesquisa Teatro Novo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) apresenta nesta sexta-feira (10), o Espetáculo Luz em Einstein. […]

Unioeste divulga locais de provas do Vestibular 2018

10:00 Os candidatos do Vestibular 2018 da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) já podem conferir os locais de provas na página do […]

09 de novembro

UEFS encerra amanhã as inscrições do PROSEL 2018/1

16:12 A Universidade Estadual de Feira Santana (UEFS), na Bahia, encerra sexta-feira (10) as inscrições do Processo Seletivo para Acesso ao Ensino Superior […]

INEP divulga locais de provas do ENCCEJA 2017

15:47 O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) divulgou ontem (8) os locais de provas do Exame Nacional para Certificação de […]

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O curso de fotografia da Fundação Bradesco é perfeito para fotógrafos iniciantes e que possuem pouca experiência sobre a áreas. Ele tem uma carga horária de 27 horas aula, Ele fornece dicas eficazes para fotografar melhor e mostra elementos importantes para compor boas fotos.

Link: https://www.ev.org.br/Paginas/Home.aspx


ESPAÇO GALPÃO DA CULTURA NEGRA
ESPAÇO GALPÃO DA CULTURA NEGRA

 b

gcn

 

 

 CNPJ: 08733880/0001-17 -

 TELEFONE (21) 8626 - 2167   Ao completar mais um ano de sua fundação, a Associação Beneficente e Recreativa Galpão da Cultura Negra (GALCUNE) faz uma reflexão sobre suas metas e o quanto obteve até agora. Fundada no ano de 2005, o GALCUNE no artigo 2º de seus Estatutos tem bem definidos seus: 

Art. 2º finalidades da Associação: promover e difundir a cultura da Comunidade Negra, lutar contra a discriminação racial e a miséria social, desenvolver todos os esforços na busca da paz e da integração das raças. Coordenar, encaminhar e participar, nacionalmente, da luta da Comunidade Negra brasileira na defesa dos interesses gerais e dos interesses nacionais, promovendo seminários, encontros, congressos, plenárias e assembléias, além de pugnar por uma política que promova o negro e resgate a sua contribuição na formação do Brasil, pela defesa de nossas manifestações artísticas e patrimônio cultural; do meio ambiente; do consumidor; do patrimônio artístico, histórico turístico ou paisagístico ou qualquer outro interesse difuso ou coletivo.

     Visando atingir de maneira um pouco mais abrangente seus objetivos, a Associação Beneficente e Recreativa Galpão da Cultura Negra (GALCUNE) criou o  informativo “Raízes d'África”, que divulga  a História, fatos, tradições religiosidades e artes que a comunidade afro-brasileira recebeu de seus antepassados. Em sua primeira edição o “Raízes d'África”, na seção Editorial relatou como surgiu a  idéia da Associação e publicou algumas fotos da festa de apresentação, que entre as atrações apresentou alguns grupos de dança afro.


HOJE 18 DE JULHO O MAIOR SIMBOLODE DE RESISTENCIA CONTRA A DISCRIMINAÇÃO RACIAL, COMPLETA 94 ANOS, O GALPÃO DA CULTUTA NEGRA MERITY E O VIRTUALLYTON.ORG TEM UM IMENSO ORGULHO DESSE ICONE MUNDIAL PELOA SEUS 94 ANOS DE VIDA E RESISTENCIA

                                                                     PARABENS MANDELA

Nelson Rolihlahla Mandela é um importante líder político da África do Sul, que lutou contra o sistema de apartheid no país. Nasceu em 18 de julho de 1918 na cidade de Qunu (África do Sul). Mandela, formado em direito, foi presidente da África do Sul entre os anos de 1994 e 1999. 

Luta contra o apartheid

FO apartheid, que significa "vida separada", era o regime de segregação racial existente na África do Sul, que obrigava os negros a viverem separados. Os brancos controlavam o poder, enquanto o restante da população não gozava de vários direitos políticos, econômicos e sociais. 

Ainda estudante de Direito, Mandela começou sua luta contra o regime do apartheid. No ano de 1942, entrou efetivamente para a oposição, ingressando no Congresso Nacional Africano (movimento contra o apartheid). Em 1944, participou da fundação, junto com Oliver Tambo e Walter Sisulu, da Liga Jovem do CNA.

Durante toda a década de 1950, Nelson Mandela foi um dos principais membros do movimento anti-apartheid. Participou da divulgação da “Carta da Liberdade”, em 1955, documento pelo qual defendiam um programa para o fim do regime segregacionista.

Mandela sempre defendeu a luta pacífica contra o apartheid. Porém, sua opinião mudou em 21 de marco de 1960. Neste dia, policiais sul-africanos atiraram contra manifestante negros, matando 69 pessoas. Este dia, conhecido como “O Massacre de Sharpeville”, fez com que Mandela passasse a defender a luta armada contra o sistema.

Em 1961, Mandela tornou-se comandante do braço armado do CNA, conhecido como "Lança da Nação". Passou a buscar ajuda financeira internacional para financiar a luta. Porém, em 1962, foi preso e condenado a cinco anos de prisão, por incentivo a greves e viagem ao exterior sem autorização. Em 1964, Mandela foi julgado novamente e condenado a prisão perpétua por planejar ações armadas.

Mandela permaneceu preso de 1964 a 1990. Neste 26 anos, tornou-se o símbolo da luta anti-apartheid na África do Sul. Mesmo na prisão, conseguiu enviar cartas para organizar e incentivar a luta pelo fim da segregação racial no país. Neste período de prisão, recebeu apoio de vários segmentos sociais e governos do mundo todo. 

Com o aumento das pressões internacionais, o então presidente da África do Sul, Frederik de Klerk solicitou, em 11 de fevereiro de 1990, a libertação de Nelson Mandela e a retirada da ilegalidade do CNA (Congresso Nacional Africano). Em 1993, Nelson Mandela e o presidente Frederik de Klerk dividiram o Prêmio Nobel da Paz, pelos esforços em acabar com a segregação racial na África do Sul.

Em 1994, Mandela tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul. Governou o país até 1999, sendo responsável pelo fim do regime segregacionista no país e também pela reconciliação de grupos internos. 

Com o fim do mandato de presidente, Mandela afastou-se da política dedicando-se a causas de várias organizações sociais em prol dos direito humanos. Já recebeu diversas homenagens e congratulações internacionais pelo reconhecimento de sua vida de luta pelos direitos sociais.

Algumas frases de Nelson Mandela

- "Sonho com o dia em que todas as pessoas levantar-se-ão e compreenderão que foram feitos para viverem como irmãos." 
- "Uma boa cabeça e um bom coração formam uma formidável combinação." 
- "Não há caminho fácil para a Liberdade." 
- "A queda da opressão foi sancionada pela humanidade, e é a maior aspiração de cada homem livre." 
- "A luta é a minha vida. Continuarei a lutar pela liberdade até o fim de meus dias." 
- "A educação é a arma mais forte que você pode usar para mudar o mundo." 

Dia Internacional de Nelson Mandela

- A partir de 2010, será celebrado em 18 de julho de cada ano o Dia Internacional de Nelson Mandela. A data foi definida pela Assembléia Geral da ONU e corresponde ao dia de seu nascimento.

Livros (obras principais):

- Nelson Mandela - A Luta da Minha vida (1989) - autobiografia 

- Conversas que tive comigo (2010)

- Vencer é Possível (1998) 

 

Acessar Biografias

Página Inicial | Pesquisar Conteúdo | Trabalhos Escolares | Dicas de Estudo

 M


M 

m

 

Uma das formas de resistência encontradas pelos primeiros negros escravizados trazidos à força para o Brasil foi a transmissão de conhecimento e informação através da história oral. Assim nasceria o "correio nagô", adaptado à realidade enfrentada por cada um dos negros saudosos de sua terra, mas conscientes dos valores que naturalmente exigiam preservação. Dessa maneira, a oralidade ancestral africana foi um dos elementos inspiradores para a criação do nosso portal.

Idealizado a partir da mobilização de jovens comunicadores negros do Instituto Mídia Étnica, comprometidos em combater a discriminação e exclusão socio-racial que ainda persiste em nosso país, o Correio Nagô propõe uma intensa participação colaborativa dos seus leitores, além de estabelecer uma rede de informação oriunda de diversas partes da Bahia, do Brasil e do mundo.

Outra missão da nossa rede social é estabelecer um canal de notícias tratando da cultura negra, possibilitando a difusão do que vem sendo produzido por diversas comunidades e grupos militantes do movimento negro. É veiculando imagens, vídeos, notícias e eventos culturais abordando a temática afro, que o Correio Nagô pretende combater uma das piores formas de marginalização do nosso tempo: a falta de acesso à informação. Informar e divertir, socializar e interagir, esses também são outros verbos que propomos aos nossos leitores, parceiros e colaboradores.

 

ATENÇÃO:

As opiniões dos membros da rede Correio Nagô nos fóruns, blogs, comentários, vídeos, fotos ou demais postagens, não são as mesmas opiniões da administração da rede, nem do Instituto Mídia Étnica. Caso você veja algum conteúdo ofensivo, de calúnia, difamação, racista, machista, sexisita, de baixo calão, de incitação à violência e que viole os direitos autorais, por favor, comunique-nos pelo e-mail: redacao@correionago.com.br

Leia aqui os termos de uso do site Correio Nagô Termos e Condições de Uso.pdf


Mais informações:
Orkut | Twitter


O Correio Nagô é mais um projeto do Instituto Mídia Étnica - www.midiaetnica.org


E-mail: redacao@correionago.com.br
Telefone: 71 9294-2437

Assista aqui um vídeo sobre o Mídia Étnica http://www.youtube.com/watch?v=gBkMlIzAfIo

Entre no grupo "Mídia Étnica" aqui no Correio Nagô http://correionago.ning.com/group/institutomdiaetnica
 

  

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Mazai da Purificação R Santos em 22 abril 2012 às 21:38

O blog NEGRAS NO ALTAR é o primeiro blog brasileiro voltado para mulheres negras em relação ao assunto casamento. Um espaço totalmente inovador cheio de dicas para você mulher negra que gosta desse tema, mas não contava com um blog que é a sua cara. Tudo que você precisa saber sobre casamento você encontra aqui no blog da Noiva Negra.

Acesse: http://negrasnoaltar.blogspot.com.br

NEGRAS NO ALTAR, porque também casamos.

Comentário de FLÔR DE LÓTUS em 13 abril 2012 às 16:10

Qual a diferença de uma pessoa de pele negra e uma de pele branca?   pensem, será o sangue, o sentimento, a dor, o pensamento, a atitude, a fome, o lamento, o prazer, o lazer, o choro, o suor, as fezes, o gozo,  o canto, o encanto, o fracasso, o sucesso, a riqueza, a pobreza?        Ou será simplesmente o OLHAR.

Comentário de Rosemare Santana Souza em 6 abril 2012 às 15:46

Negro é gente

Negro não é mercadoria
negro quer sabedoria
para mudar a situação.
O que falta ao negro
são oportunidades
para viver em plenitude
sem discriminação.
Negro não é escravo
negro quer mais liberdade
para mostrar à sociedade
todo o seu potencial.
O que falta ao negro
é um pouco de raciocínio
para livrar-se do domínio
e de toda forma de opressão.
Negro não quer senzalas
negro quer salas e aulas
com sua cultura e tradição.
O que falta ao negro
é um lar decente
para morar com dignidade
ao lado de sua gente.
Negro não quer engenho
negro quer mais empenho
de quem o aprisionou.
O que falta ao negro
é um lugar de destaque
para ecoar o atabaque
e prestar sua homenagem
A Zumbi dos Palmares.
Negro é gente
e merece muitas respostas
pois as chibatadas nas costas
verteram inúmeras lágrimas
dos olhos da África Luiz Carlos Beça
continente exangue.

Comentário de Edson Axé em 26 março 2012 às 16:52

Olá pessoas. Estou chegando com intuito de aprender e trocar experiências. Tem um pouco de mim no meu orkut:negro.axe.pe@gmail.com, de minha militância tanto no movimento negro social quanto na labuta dentro da Polícia Militar de PE quando fomos também coparticipante da liderança da 1ª greve de nosso estada e da luta pela DESMILITARIZAÇÃO DAS POLICIAS. Que permitam, deveria ser acolhido pelos movimentos gerais pois trata não só de humanizar aqueles profissionais de saúde como também abrir esta instituição para o respeito as diversidades. Também milito na Rede Nacional de Negras e Negros LGBTs e hoje ocupo o cargo de Gerente do Núcleo da Cultura Afro Brasileira na secretaria de cultura da Prefeitura do Recife. Fone 81 99466442. Então, já apresentado, vamos lá.

Comentário de Pedro Santos Filho em 12 março 2012 às 11:15

Estou lecionando a disciplina Identidade e Cultura, antes conhecida como Estudo Afro (leis 10639/03 e 11645/08). Estou aceitando sugestões para melhor trabalhá-la.

Atenciosamente,

Pedro Cardoso (Professor de Sociologia)

Comentário de Instituto Mídia Étnica em 8 março 2012 às 14:40

Maria Cristina: nós é quem agradecemos a vocês pela contribuição constante...sem vocês nossa rede não existiria! Um abraço da equipe do Correio Nagô.

Comentário de maria cristina batista alves em 8 março 2012 às 12:20

Muito direcionada em me informar através do correio nagô, com as questões negras, pois é sempre atualizada e precisamos dessa mídia agradecendo sempre por todas as informações.

Hoje dia internacional da mulher parabenizo a todas as mulheres que contribuem com o correio nagô e assim, parabenizando a todas as mulheres e principalmente as mulheres negras em sua luta diária pela sobrevivência. 

Comentário de Emanuel Santana em 4 março 2012 às 21:33

Olá pessoas, muito boa noite. Queria fazer um pedido a vocês. A quem interessar, favor curtir a página da Antônia Santana - Mianzi. Trata-se de uma excelente artista Recifense que pinta belíssimas camisas com imagens de negros, de orixá, blusas infantis etc... Uma grande pessoa, e precisa dessa força, estou ajudando para montar uma promoção, e ela já tem parte da loja virtual montada.

Página do Mianzi no Face: http://www.facebook.com/antoniasantanamianzi

Página da Loja Virtual: http://mianzi.vendder.com/

Compartilhem. Abraços.

 

                                                                   l                          O natal de muitos Afro-americanos é comemorado em 26 dedezembro, nesta data muitos comemoram o Kwanzaa, umafesta que se originou na época do movimento pelos direitoscivis na década de 1960. Uma comemoração do patrimôniodaAfrohumanidade. Kwanzaa uma palavra africana da línguasuaíli idioma banto com o número maior de falantes.Na África tradicional Kwanzaa representa as primeiras colheitas;na América do Norte e Caribe os participantes dessa festasão afrodescendentes.Esta celebração está a espalhar-se lentamente pelosEstados Unidos, Canadá, Inglaterra e Caribe e já se podemenviar postais a desejar “Feliz Kwanzaa”. Toda a celebraçãoe os rituais da Kwanzaa foram concebidos após as famosase terríveis revoltas de Watts, em 1966. Ele buscou em remotastradições africanas valores que fossem cultivados pelosafro-americanos naqueles terríveis dias de lutas pelos direitoscivis, de assassinatos de seus principais líderes e que,não sendo religiosos, pudessem atrair - como atraíram - todas asIgrejas Negras em todo o país e, no futuro, pelo mundo afora.O Kwanzaa foi idealizado por Maulana Karenga, que organizoua Kwanzaa em torno de 5 atividades fundamentais, comunsàs celebrações africanas da colheita das primeiras frutas:a reunião da família, de amigos, e da comunidade;a reverência ao criador e à criação, destacadamente a açãode graças e a reafirmação dos compromissos de respeitao ambiente e "curar" o mundo;a comemoração do passado honrando os antepassados,pelo aprendizado de suas lições e seguindo os exemplosdas realizações da história;a renovação dos compromissos com os ideais culturais maisaltos da comunidade como a verdade, justiça, respeito àspessoas e à natureza, o cuidado com os vulneráveis e respeito aos anciões;a celebração do "Bem da Vida" que é um conjunto de luta,realização, família, comunidade e cultura.Karenga, diz que, "a Kwanzaa é celebrada através de rituais,diálogos, narrativas, poesia, dança, canto, batucada e outras festividades". O Kwanzaa envolve a reflexão sobre valorização da comunidade, das crianças e da Vida.

Estas atividades devem demonstrar os sete princípios,

Nguzo Saba em suaíli:

umoja (unidade)

kujichagulia (autodeterminação)

ujima (trabalho coletivo e responsabilidade)

ujamaa (economia cooperativa)

nia (propósito)

kuumba (criatividade)

imani (fé)

cada dia uma vela de cor diferente deve ser acesa num

altar onde são colocadas frutas frescas, uma espiga de

milho por cada criança que houver na casa. Depois de

acesa a vela, todos bebem de uma taça comum em

reverência aos antepassados, e saúdam com a

exclamação “Harambee”, que tanto significa

"reúnam todas as coisas" como "vamos fazer juntos".

 A grande festa é a de 1 de janeiro, quando há muita

 comida, muita alegria e onde cada criança deve

ganhar três presentes que devem ser modestos: um livro,

 um objeto simbólico e um brinquedo.

Criado como um ritual para a época da colheita e usando

a língua suaíli, Kwanzaa dura uma semana, durante o qual

os participantes se reúnem com a família e amigos para

 trocar presentes à luz de uma série de velas pretas,

 vermelhas e verdes que simbolizam os sete valores

básicos dos Afro-americanos vida familiar que é a unidade,

 autodeterminação trabalho coletivo e responsabilidade,

 economia cooperativa,

propósito criatividade e fé.

Os dias que antecederam a Kwanzaa são para decorar

a casa com enfeites de papel preto, vermelho e verde.

Nesta festa se ensina a criança sobre sua cultura e historia.

Eles colocam fotografias da atual geração da família.

A celebração dura sete dias e termina com uma festa que

 tem alimentos africanos, e muita música. No final da festa,

 quando todos tiverem terminado de comer, eles todos

se levantam, se comprometam com os sete princípios

o Kwanzaa.

Feliz Kwanzaa!

Por Hernani Francisco da Silva

___________________________________

Referências:

KWANZAA.COM

 

SPM lança clipe musical da campanha "Quem ama abraça"

 Campanha da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM),visa ao enfrentamento da violência de gênero. Dados indicam que a cada duas horas uma mulher é assassinada no Brasil;que seis em cada dez pessoas no Brasil conhecem alguma mulher que foi vítima de violência doméstica;e que 30% das brasileiras já sofreram algum tipo de violência doméstica.

 PNUD: oportunidades de trabalho na Rio +20

Enviado por graciela, qui, 22/12/2011 - 12:15

 O PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - está apoiando o Comitê Nacional de Organização na organização e realização da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento reverência aos antepassados, e saúdam com a exclamação “Harambee”, que tanto significa"reúnam todas as coisas" como "vamos fazer juntos". A grande festa é a de 1 de janeiro, quando há muita comida, muita alegria e onde cada criança deve ganhar três presentes que devem ser modestos: um livro,um objeto simbólico e um brinquedo.Criado como um ritual para a época da colheita e usando a língua suaíli, Kwanzaa dura uma semana, durante o qual os participantes se reúnem com a família e amigos para trocar presentes à luz de uma série de velas pretas,vermelhas e verdes que simbolizam os sete valores básicos dos Afro-americanos vida familiar que é a unidade,autodeterminação trabalho coletivo e responsabilidade, economia cooperativa, propósito criatividade e fé.Os dias que antecederam a Kwanzaa são para decorar a casa com enfeites de papel preto, vermelho e verde.Nesta festa se ensina a criança sobre sua cultura e historia.Eles colocam fotografias da atual geração da família.A celebração dura sete dias e termina com uma festa que tem alimentos africanos, e muita música. No final da festa,quando todos tiverem terminado de comer, eles todos se levantam, se comprometam com os sete princípios

o Kwanzaa.

Feliz Kwanzaa!

Por Hernani Francisco da Silva

_________________________________

Referências:

KWANZAA.COM

SPM lança clipe musical da campanha "Quem ama abraça"

 Campanha da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), visa ao enfrentamento da violência de gênero. Dados indicam que a cada duas horas uma mulher é assassinada no Brasil; que seis em cada dez pessoas no Brasil conhecem alguma mulher que foi vítima de violência doméstica;e que 30% das brasileiras já sofreram algum tipo de violência doméstica.

 PNUD: oportunidades de trabalho na Rio +20

Enviado por graciela, qui, 22/12/2011 - 12:15

O PNUD - Programa das Nações Unidas para oDesenvolvimento - está apoiando o Comitê Nacional de Organização na organização e realização da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +20), que contará com uma participação estimada de 50 mil pessoas, incluindo chefes de estado,representantes de governos, sociedade civil e setor privado,  em eventos oficiais e paralelos.Para viabilizar processos logísticos e operacionais, o PNUDlançará, tanto nacional quanto internacionalmente, avisosde licitações públicas e de seleções de consultores, de acordo com as Normas e Diretrizes do PNUD, para contratação de obras, aquisições de bens e serviços, nas seguintes áreas:

- Obras: projetos de arquitetura e acessibilidade, obras de infra-estrutura em geral;

 - Bens: aluguel de mobiliário, aquisição e aluguel de equipamentos, aluguel de veículos, infra-estrutura a cessibilidade ao evento;

 - Serviços: projetos de acessibilidade, inclusão social,cerimonial e apoio a autoridades, divulgação e mídiassociais, eventos culturais, gestão de contratos, imprensa e comunicação social, licitações e contratos, parceriase captação de recursos, apoio a projetos de cooperação técnica internacional, receptivo e hotelaria, logística e infra-estrutura, alimentação e bebidas, intérprete etradução, segurança, serviços gerais (limpeza, copa etc), motorista, tecnologias da informação e comunicação, transporte, especialistas em sustentabilidade, saúde e outros, caso seja necessário.Pessoas físicas e jurídicas devem manifestar interesse por meio de cadastro no Banco de Dados do PNUD para a Rio+20 indicando a(s) área(s) em que possuem experiência relevante. As candidaturas de pessoas, empresas e instituições que já trabalham com conceitos de compras sustentáveis acessibilidade, energias renováveis e uso inteligente de papel (paper-smart office) são fortemente incentivadas.

 Para informações adicionais, entre em contato: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUDA/C: Projeto Rio+20 – PNUD

Endereço: EQSW 103/104, Lote 01, Bloco D - Setor Sudoeste –

CEP: 70670-350, Brasília/DF, Brasil

Tel: + 55 61 3038-9300 Fax: + 55 61 3038-9010

Correio Eletrônico: cadastro.rio20@undp.org

Fonte: PNUD –

 http://www.undp.org.br/Rio20/Login.aspx?ReturnUrl=%2frio20

 Beyoncé faz homenagem a Michael Jackson

Clique no link para assistir o vídeo no UOL

TV UOL - 23/12/2011 15h07 -

Rede das Culturas Populares

Informações e inscrições no sítio http://br.groups.

yahoo.com/group/culturaspopularesBR 

A inscrição também pode ser feita enviando um

emeio em branco para:

culturaspopularesBR-subscribe@yahoogrupos.com.br

Para enviar mensagem ao grupo utilize:

culturaspopularesBR@yahoogrupos.com.br

O cancelamento é automático, basta enviar um

emeio em branco para:

culturaspopularesBR-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Se não conseguir cancelar a inscrição informe à moderação enviando um emeio para:culturaspopularesBR-owner@yahoogrupos.com.br

OBS: Se você tiver mais de um emeio, ao enviar, utilize como emissor, o emeio com o qual está inscritono grupo. Se utilizar um endereço diferente o sítio não reconhecerá a operação.

NOME: Rede das Culturas Populares

COMPORTAMENTO

São bem-vindos: dicas de livros, textos, sítios, cursos, palestras, seminários etc, referentes ao tema.Não são bem-vindas e podem ocasionar a exclusão do emitente, o envio de mensagens que não correspondam ao objetivo do grupo, assim como termos ofensivos.

 FUNCIONAMENTO

A rede é moderada, nem tudo que é enviado é liberado.Funciona como um jornal com 1 edição diária, os emeios são liberados em grupo, uma vez ao dia.As mensagens fora do foco (puramente pessoais, agressões, fofocas), repetidas e assuntos relacionados a administração da rede não são liberadas.Os participantes são leitores, correspondentes, comentaristas, articulistas, divulgadores e etc. Reúne participantes de todo o Brasil e do exterior.A rede não tem HTML nem anexos. As mensagens são leves e sem vírus.Y! Encontros. É hora de dar uma chance a quem quer te conhecer!

 

 

 

 

Cúpula Iberoamericana de Alto Nível em Comemoração ao Ano Internacional dos Afrodescendentes - “Declaração de Salvador”

 A Luta de Zumbi é Internacional

 O ano de 2011, declarado como o Ano Internacional dos Afrodescendentes, só terá sentido se o fruto dos debates deste período servirem para ampliarem as políticas que garantam a liberdade, respeito e desenvolvimento do povo negro. A Conferência de Durban foi o momento em que conseguimos aproximar a pauta internacional de luta de combate ao racismo e construir ações concretas que foram legitimadas nos mais diversos fóruns internacionais, sendo que, as edições do Fórum Social Mundial se tornaram o grande momento de socialização e legitimação da Reparação como bandeira de luta do movimento anti-racista no mundo.

O fato do Brasil ter sido escolhido como sede do Encontro Ibero Americano do Ano Internacional dos Afrodescendentes, com certeza se deve a diferentes fatores que em nosso entendimento passa por: 1) sermos o 2º pais em população negra do mundo perdendo apenas para Nigéria; 2) estarmos entrando para o terceiro mandato de um governo de esquerda, e que, portanto espera-se que as políticas despontem no combate as desigualdades raciais e sociais; 3) termos um aparelho do estado, a SEPPIR – Secretaria Especial para a Promoção da Igualdade Racial, criada para traçar políticas que traduzam a igualdade de condições em uma sociedade de desiguais.

 Nos últimos 10 anos as forças racistas, nazistas e xenófobas, somada com ruralistas e religiosos pentecostais ortodoxos se proliferaram aumentando de forma sistemática a perseguição a lutadores, lutadoras, ativistas do movimento social de luta antiracistas, sacerdotes, sacerdotisas das Religiões de Matriz Africana, jovens negras e negros, retrocedendo ao ponto de lideranças quilombolas integrarem listas de extermínio em diferentes partes do país. Há um acirramento sistemático nos conflitos sendo positiva a realização do Encontro no Brasil. Se por um lado somos vistos como avançados nas políticas anti-racista, a força de um evento desta natureza devera servir para explicitar os conflitos vividos e as contradições do sistema.

 Espera-se, portanto que o Brasil seja cobrado de sua atitude de recuo diante das grandes corporações na disputa territorial. Exigimos mudanças, ações modificadoras da realidade vivida e não de paliativos. É notório que para esta pressão precisamos construir uma frente que não se conforme ou se iluda com as malhas do sistema.

 É desta forma que viemos somando esforços diversificados para esta construção, a Assembléia Negra Popular é um exemplo desta busca, reunindo diversos setores da luta negra e popular onde conseguimos apontar os seguintes eixos:

 1. Defendemos a Regularização e Titulação Imediata dos Territórios Quilombolas. Propomos a organização de Frente Nacional para uma ação de resistência contra a ADIN - Ação Direta de Inconstitucionalidade - número 3239, apresentada pelo Partido Democratas – DEM, contra a Titulação dos Territórios Quilombolas. Esta ação combinada ao desmonte do Estatuto da Igualdade Racial, sancionada pelo governo brasileiro, através da lei 12288 – 2010 se contrapõe a Convenção 169 da OIT, que define ordenamento para os povos indígenas e tradicionais;

 2. Garantia do acesso e permanência de estudantes negras e negros ao ensino superior no país. Com o mesmo instrumento jurídico (ADI) as elites brasileiras também representadas no parlamento pelo DEM, buscam derrubar a Política de Cotas Raciais nas universidades publicas brasileiras;

 3. Orçamento direcionado e Transparência. Dotação orçamentária e transparência nas ações de Governo e Estado em relação à questão racial e o repúdio à utilização eleitoreira de nossa pauta de luta;

 4. Defesa da intervenção do Estado em seu papel de garantir a segurança e proteção de todo povo brasileiro. O acirramento da luta pela impunidade dos crimes de violência de Estado e o genocídio da juventude negra bem como a violência e assassinato de sacerdotisas e sacerdotes, seguidores das Religiões de Matriz Africanas e quilombolas que se tornaram recorrentes em todo o país.

 5. Cumprimento dos acordos internacionais firmados. Sendo o Brasil signatário de inúmeras convenções para a defesa das políticas afirmativas no mundo do Trabalho e na Educação.

 6. Exigimos a implementação da Lei e criação de mecanismos de cobrança dos entes federados em inadimplência. Há séculos o povo negro no Brasil defende uma educação que valorize os povos africanos em África e na diáspora bem como as civilizações africanas sendo a criação da Lei 10639/2003, que trata da história da África, dos africanos e seus heróis, um grande marco desta luta. A implementação da referida Lei está muito aquém do esperado nestes oito anos de existência.

 7. Exigimos do poder público programa de formação constantes dos profissionais da saúde e campanhas publicitárias e atuação de forma preventiva. Apesar das inúmeras exigências em fóruns e conferências a saúde da população negra ainda se configura num grande desafio, é um direito humano, e a exemplo de outras especificidades com políticas e apelos publicitários freqüentes, às doenças de incidências na população negra são guardadas no mais absoluto silencio.

 8. Valorização da mulher negra. Política de estado que a rompa com o empobrecimento, exploração e a violência contra a mulher negra, criando condições efetivas para sua formação e desenvolvimento e sobrevivência. Fazem-se necessárias ações que possibilitem o reconhecimento público e a valorização do trabalho doméstico e espaços que possibilitem uma participação qualificada da Mulher Negra no mundo do trabalho e da formação.

9. Liberdade para orientação sexual. Defesa de ações que norteiem o respeito, a dignidade e a liberdade para as mais diversas orientações sexuais. As diferentes opções de relacionamento não são aceitas, ao contrário, são coibidas e punidas com violência e morte, e não se percebe medidas concretas que coíbam esta barbárie.

 10. Pauta internacional de luta. Há necessidade de que tornemos nossa luta intercontinental, que ultrapassemos as fronteiras impostas pelo sistema como forma de ampliarmos nosso espectro de forças. Neste sentido este evento deverá servir para que estreitemos laços e apontemos para a construção de uma agenda concreta de mobilização exercendo pressão para realização das conferências internacionais. Torna-se imperativo a retirada das tropas militares brasileiras do Haiti e o reconhecimento que a Europa, os EUA e o Brasil devem Reparação Histórica e Humanitária aos africanos em África e seus descendentes da Diáspora Negra.

 Cabe ainda lembrar que as instituições sempre foram mecanismos construídos para impulsionar a luta secular do povo negro através de ações políticas nos mais diversos setores da sociedade, possibilitando a inserção e desenvolvimento de negras e negras no mundo. Estas modificações só poderão se efetivar se houverem nos governos dotação orçamentária com este foco de atuação.

 O MNU - Movimento Negro Unificado, vanguarda na luta contra o racismo, reafirma a importância de continuarmos enquanto uma organização negra, autônoma e independente. Neste sentido, acreditamos que nossa luta não está à venda, e os cargos públicos se não promoverem a libertação do nosso povo não nos serve. Entendemos que se formos permissivos com o sistema, estaremos traindo nosso povo e nossos antepassados, aqueles que lutaram para que tivéssemos uma vida digna sem vender suas histórias e princípios.

 Reafirmamos que a autonomia e independência das instituições é o que vai permitir a cobrança de compromissos dos chefes de estado, alertando-os para suas responsabilidades e para a grave situação em que vive o povo negro no continente, e como a negligência dos mesmos tem contribuído para que ações nazistas, xenófobas e machistas se proliferem de forma assustadora, em defesa de seu status, construído sobre o sangue de nossos ancestrais.

 Os movimentos sociais têm o dever de desenvolverem formas de articulações que rompam com o limite do Estado e, as representações no Encontro Ibero Americano, têm o dever de pactuar políticas que caminhem para construção de bases efetivas para a superação das mazelas que se abatem sobre os povos, vitimas do racismo no Brasil e no mundo. Esta é a tarefa sob pena de pactuarmos com o genocídio do povo negro.

 

REAJA À VIOLÊNCIA RACIAL!

 REPARAÇÃO JÁ!

Coordenação Nacional do MNU – Movimento Negro Unificado

 Salvador, novembro/2011

Jornal Raízes D'África

Informativo da Associação Beneficente e Recreativa Galpão da Cultura Negra - GALCUNE/RJ

Contato: / Anuncie: (21) 8626-2167

 

 

Memória: Abdias Nascimento (1914-2011

Um dos maiores ativistas na luta pelos direitos dos negros no Brasil, Abdias Nascimento foi um verdadeiro embaixador da negritude do país. Filho de um sapateiro e uma doceira, nunca abandonou as suas raízes em toda a sua diversificada trajetória: diplomado em Contabilidade e Economia foi jornalista, político, poeta, ator, pintor e escultor.

Ativista pelo movimento negro desde a década de 1930, Abdias fundou o Teatro Experimental do Negro (TEN) em 1944. À frente do TEN organiza o 1º Congresso do Negro Brasileiro em 1950. O movimento artístico contribuiu para que se rompesse no Brasil a barreira que impedia o acesso de afro-descendentes ao teatro, formando a primeira geração de atores e atrizes negros, entre eles Ruth de Souza e Heraldo Costa. Abdias criou também o Instituto de Pesquisas e Estudos Afro Brasileiros (Ipeafro) em 1981 e foi autor de vários livros como "Sortilégio", "Dramas para negros e prólogo para brancos", "O negro revoltado", entre outros.  O adeus a Abdias

Abdias morreu aos 97 anos, no último dia 23 de maio. Segundo Ivanir Santos, do conselho estratégico do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP), “Abdias foi para o Movimento Negro uma lição de coragem, retidão, caráter e perseverança em sua luta sem fronteiras de combate ao racismo e pela cultura afro-brasileira".

O governador Sérgio Cabral também lamentou a morte do ativista. “A sua morte é uma perda para toda a sociedade, mas o seu exemplo e as suas conquistas serão para sempre reconhecidos".

           Kika de Bessen, da Executiva Nacional da CONEN (Confederação Nacional de Entidades Negras), disse, em entrevista à Folha de São Paulo, que com a morte de Abdias do Nascimento o movimento negro perde “um ícone para as gerações passadas e as futuras".


Eternizado na história da imprensa brasileira

9

Abdias do Nascimento foi um grande divulgador e entusiasta da Imprensa Afro-descendente. Foi responsável pela circulação do periódico Quilombo, no Rio de Janeiro, e posteriormente da revista Afrodiáspora, ambos voltados para a comunidade negra.

Para homenagear a sua contribuição para o Jornalismo negro no país, o Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, através da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-RJ), lançou a primeira edição do Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento.

3

Cena da peça “Sortilégio”, encenada em agosto de 1957, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Na política, foi senador e deputado federal e no Rio de Janeiro foi secretário de Estado de Defesa e Promoção das Populações Afro-brasileiras. Um dos maiores seguidores de Leonel Brizola, Abdias foi sempre fiel às bandeiras libertárias do PDT e em 1981 liderou a criação da Secretaria do Movimento Negro do PDT.

Partindo da convicção que “de fato, todas as tendências políticas discriminaram, direta ou sutilmente, o negro no Brasil”, Abdias, durante sua vida política exerceu papel fundamental na garantia dos direitos à população negra. Entre seus feitos, foi o primeiro a sugerir a criminalização do racismo e em 1983 propôs o primeiro projeto de políticas públicas afirmativas da históriabrasileira.

4

 A  trajetória de Abdias foi marcada ainda pela vida acadêmica, tendo sido professor benemérito da Universidade do Estado de Nova York e doutor "Honoris Causa" pelo Estado do Rio de Janeiro e pela Universidade de Brasília. Em 2006 recebeu a Ordem do Rio Branco, no grau do Comendador, e também foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz em 2010, tendo sido homenageado pela ONU e pela Unesco.

A premiação visa estimular, anualmente, a cobertura jornalística sobre temas relacionados à população negra. Na cerimônia de lançamento, Abdias foi homenageado com uma placa com o seu registro profissional de jornalista, datado de 1947. As inscrições para o prêmio estão abertas até 19 de agosto e podem participar profissionais de jornalismo de todo o país.

 

Fontes:

Africaeafricanidades.com.br; Itaucultural.org.br; http://www.pdt-rj.org.br/
Oglobo.com.br; Livros:Thoth – Escriba dos Deuses; Quem é Quem na Negritude Brasileira

 

 

  

 

A vitória é do povo

Vereadora Nereide Pedregal atribui o 1º lugar do PDT ao trabalho

incansável com a população

Primeira colocada do PDT nas eleições para a Câmara Municipal do Rio de Janeiro com 19.562 votos, a vereadora Nereide Pedregal também ocupa o primeiro lugar na Câmara com 54,43% de indicações legislativas, que somadas às emendas foram mais de 50 mil. Foi a vereadora que mais propôs obras de urbanização, modernização da iluminação pública, saneamento básico, limpeza de bueiros, dragagem de rios, reflorestamento, poda de árvores, criação de ciclovias, colocação de redutores de velocidade, construção e reforma de áreas de lazer, pavimentação, recapeamento e construção de abrigos para pedestre

Segundo Nereide Pedregal, todas as emendas e indicações foram reivindicações da população: “Trabalho em conjunto com o povo. Sou a porta-voz de milhares de pessoas”. Autora de 104 projetos de lei, dos quais 21 foram aprovados, foi a vereadora que mais apresentou projetos referentes ao funcionamento de unidades de saúde 24h. Nereide também encaminhou 37,72% das indicações à Lei Orçamentária Anual (LOA).

A receita do sucesso, segundo a vereadora, é estar próxima do povo. “No meu primeiro mandato atendi diariamente a população, tanto no gabinete como na minha casa, foi um trabalho diário e sem pausas”. Segundo Nereide, é obrigação de todo parlamentar ouvir e procurar atender as reivindicações da população. “O voto é conseqüência, por isso no segundo mandato vou ampliar minha atuação junto à sociedade”, explica.

Defensora dos ideais brizolistas, Nereide Pedregal sempre lutou em defesa da educação e de saúde pública de qualidade; Ela também acredita que o poder público tem a obrigação de fomentar frentes de trabalho e qualificar profissionalmente jovens e adultos. Para isso, elaborou o Projeto de Resolução no. 87/2008 que cria a Comissão Permanente de Trabalho e Emprego e apresentou o projeto de Lei no. 36/2007 que vai gerar 40 mil novos empregos e uma arrecadação de R$7,600 milhões para o município.

A vereadora Nereide Pedregal se autodefine “brizolista de carteirinha” e, como forma de homenagear o seu ídolo na política, criou a Lei no. 4612/20078 que dá o nome Leonel de Moura  Brizola ao largo situado entre as Avenidas Vicente de Carvalho e Pastor Luther King Junior, em Vicente de Carvalho.

Maria Amélia Rodrigues


 

PAÍSES AFRICANOS – QUÊNIA 

Quênia está localizado na África oriental,  e  abrange planície costeira, pântanos, o deserto de Chalbi e planalto elevado. Limita-se a norte com a Etiópia e o Sudão, a leste com a Somália, a oeste com o Uganda, a sudoeste com a Tanzania e a sudeste é banhado pelo Oceano Índico. O país é atravessado de norte a sul pela depressão do Vale do Rift, que deu origem aos grandes lagos africanos, e essa zona do país é banhada por dois dos maiores: o lago Vitória e o lago Turkana. As falhas do Rift são rodeadas por montanhas, algumas das quais de origem vulcânica, que atingem o ponto mais alto no centro do país, no monte Quênia. A leste e a sul, o relevo suaviza-se onde se espalha-se uma extensão significativa de planície. O clima varia entre tropical ao longo da costa e árido no interior.

A população do Quênia é formada por diversas etnias, destacando-se os quicuius (kikuyus), bantos e os massais. Aproximadamente 33% dos quenianos vivem em áreas urbanas, sendo a capital, Nairobi, o centro urbano mais densamente povoado. Os idiomas oficiais são o inglês e o swahili é classificada como língua nacional. São ainda faladas muitas línguas indígenas. O cristianismo (católicos protestantes outros cristãos) é base religiosa de grande parte dos quenianosem seguida vem as religiões tribais, islamismo.

Na Conferência de Berlim de 1885, Quênia foi entregue ao Reino Unido, que o confiou em regime de monopólio à Companhia Imperial Britânica da África Oriental  e tornou-se  Estado independente membro da Commonwealth, em 1963 e  no ano seguinte constituiu-se em república. O regime político presidencialista queniano é altamente centralizado, apesar da Constituição democrática multipartidária ser nominalmente respeitada. Na realidade, a KANU (sigla do nome em língua inglesa da União Nacional Africana do Quénia) foi o partido maioritário.

O Quênia é um dos países mais industrializados da África de Leste, embora a indústria seja responsável por apenas cerca de 13% do PIB. Produzem-se bens de consumo a uma escala reduzida, produtos agrícolas, alumínio, aço, chumbo e cimento. O Quênia participa também na refinação de petróleo e reparação de navios comerciais. O turísmo é a segunda maior fonte de divisas estrangeiras.  A agricultura absorve grande parte da mão-de-obra e está voltada principalmente para culturas alimentícias de consumo próprio como milho, trigo e mandioca. Os principais produtos de exportação quenianos são chá, café.

No mundo esportivo os atletas do Quênia tem se destacado internacionalmente nas corridas de longa distância.  As mais disputadas maratonas são vencidas por velocistas quenianos. Ultimamente o mundo voltou sua atenção para o Quênia que se destacou devido ao presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, um afro-americano descendente de quenianos.

 Fontes: http://kenya.rcbowen.com/economy/
http://en.wikipedia.org/wiki/Kenya; http://www.webbusca.com.br/atlas/mapas/quenia.asp
http://www.kenyaweb.com/history/contemporary_k/index.html
http://www.nationsencyclopedia.com/economies/Africa/Kenya
http://www.freethechildren.com/programs/schoolbuilding/


 ABOLIÇÃO DA ESCRAVIDÃO - 120 ANOS

 Conceição Maria de Matias

            Cento e vinte anos de alegria enganosa!

            O tempo passou e a nossa liberdade onde está?

            Alegria, abraços, lágrimas, sorrisos, felicidades, não dá para acreditar que após tantos sofrimentos, maltratos, discriminação e muitas lutas a vida ia continuar terrível e quase sem solução?

            É verdade que hoje ninguém sofre tanto como no passado, pois temos nossas casas, uns têm até casa própria com carros, televisões, enfim, uma casa completa, com algum conforto. Mas, o pior é a maioria dos negros discriminarem sua própria raça.

            Mulheres ou homens negros não aceitam perpetuar a raça. Procuram parceiros de pele clara e assim começam a nascer os filhos mais claros, isto é, a tinta e esta está enfraquecendo. Hoje com 78 anos, fico pensando e lembrando o trabalho de Zumbi e muitos outros heróis da escravidão que lutaram até a morte para nós pudéssemos continuar a luta sem esquecer o passado.

            Quando li uma reportagem em um jornal do Rio de Janeiro sobre os 120 anos do final da escravidão, chorei muito porque não dá para entender se somos realmente livres;

            As pessoas no corte da cana, com suas mãos calejadas, empregadas domésticas que continuam a servir a sinhá, a construção civil e outros empregos escravos, sem direitos e condições, apenas obrigações.

            Por isso, faço um apelo: Vamos lutar! Como? Estudando, se profissionalizando para ter conhecimento e poder lutar com igualdade sem ser discriminado pela cor da pele.

FUNDAÇÃO CULTURAL VOVÓ TEREZA - E-mail: fucvote@hotmail.com.


Documentário  "SER QUILOMBOLA” pauta audiência pública
 
O evento irá ocorrer em 1 de agosto,  às 18:30hs, no Centro Cultural da Câmara dos Vereadores , em Salvador

A audiência pública intitulada " Identidade Quilombola e o Acesso às Políticas Públicas” iniciativa da Comissão da Reparação da Câmara dos Vereadores, presidida pela vereadora Marta Rodrigues, irá debater sobre a importância da afirmação da identidade quilombola no processo de defesa dos direitos constitucionais e das respectivas políticas públicas. O evento irá contar com a presença do Secretário Elias Sampaio (SEPROMI), Alexandro Reis, diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares, Silvany Euclênio, diretora dos Programas da Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais da SEPPIR, Secretário Carlos Brasileiro (SEDES),Secretário Ailton Ferreira (SEMUR), Eduardo Jorge Gomes(SEDIR), José Vivaldo Mendonça, diretor da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional( CAR),  Deputado Estadual Bira Côroa, Valmir dos Santos, do Conselho Estadual dos Quilombolas da Bahia  e a jornalista e diretora do documentári o "SER QUILOMBOLA”, Jaqueline Barreto,  que irá apresentar seu projeto destinado às comunidades.

A audiência será iniciada pela exibição do documentário "SER QUILOMBOLA”. A produção audiovisual discorre sobre os principais elementos que constituem a identidade quilombola a partir das comunidades de São Francisco do Paraguaçu e Porteiras, localizadas, respectivamente, nos municípios de Cachoeira e Entre Rios. Relação com a terra, laços de parentesco, racismo, tradições que se reinventam e autoestima são alguns dos assuntos abordados. "Ser Quilombola” conta com a participação dos historiadores Ubiratan Castro e João José Reis, da socióloga e professora da Universidade Federal da Bahia, Lídia Cardel, da ex-representante da Fundação Cultural Palmares, Luciana Mota, e do sociólogo Walter Altino.

O documentário aborda os dois critérios do decreto 4.887/03 que está sob ameaça no Supremo Tribunal Federal: territorialidade e autodefinição. Além disso, representa um direito de resposta da comunidade de São Francisco do Paraguaçu à reportagem exibida pela Rede Globo no Jornal Nacional. Resultado do Trabalho de Conclusão de Curso de jornalismo, da Faculdade Social da Bahia, sob orientação de Jussara Maia e colaboração dos jornalistas Midiã Santana e Deraldo Leal, pretende ser utilizado como instrumento político que estimule a autoestima quilombola e a necessidade de afirmação da identidade como instrumento de acesso às políticas públicas.

CEAO - Centro de Estudos Afro-Orientais

Pç. Inocêncio Galvão, 42, Largo Dois de Julho - CEP 40025-010. Salvador - Bahia - Brasil
Tel (0xx71) 3322-6742 / Fax (0xx71) 3322-8070 - E-mail: ceao@ufba.br - Site: www.ceao.ufba.br


I Forum Estadual de Clubes Sociais Negros

Venha participar deste projeto!
17 de setembro
Siga no Blog dos Clubes Sociais  Negros do estado de São Paulo,  maiores informações:
http://revistaafricas.com.br/blog/clubes-negros

Quero convidar você a participar do portal Africas.com.br.

CADASTRE-SE e receba diariamente informações sobre cultura, saúde, entretenimento, política e etc.
 
Muito Obrigado!
 
Equipe Áfricas.
www.africas.com.br
__._,_.___
| através de email | Responder através da web | Adicionar um novo tópico
Mensagens neste tópico (1)
Atividade nos últimos dias: Novos usuários 3
Visite seu Grupo
Rede das Culturas Populares
Informações e inscrições no sítio http://br.groups.yahoo.com/group/culturaspopularesBR

A inscrição também pode ser feita enviando um emeio em branco para:
culturaspopularesBR-subscribe@yahoogrupos.com.br

Para enviar mensagem ao grupo utilize:
culturaspopularesBR@yahoogrupos.com.br

O cancelamento é automático, basta enviar um emeio em branco para:
culturaspopularesBR-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Se não conseguir cancelar a inscrição informe à moderação enviando um emeio para:
culturaspopularesBR-owner@yahoogrupos.com.br

OBS: Se você tiver mais de um emeio, ao enviar, utilize como emissor, o emeio com o qual está inscrito no grupo. Se utilizar um endereço diferente o sítio não reconhecerá a operação.

NOME: Rede das Culturas Populares
COMPORTAMENTO
São bem-vindos: dicas de livros, textos, sítios, cursos, palestras, seminários etc, referentes ao tema. Não são bem-vindas e podem ocasionar a exclusão do emitente, o envio de mensagens que não correspondam ao objetivo do grupo, assim como termos ofensivos.

FUNCIONAMENTO
A rede é moderada, nem tudo que é enviado é liberado.
Funciona como um jornal com 1 edição diária, os emeios são liberados em grupo, uma vez ao dia. As mensagens fora do foco (puramente pessoais, agressões, fofocas), repetidas e assuntos relacionados a administração da rede não são liberadas. Os participantes são leitores, correspondentes, comentaristas, articulistas, divulgadores e etc.
Reúne participantes de todo o Brasil e do exterior.
A rede não tem HTML nem anexos. As mensagens são leves e sem vírus.


"É com muito pesar que comunicamos a passagem do nosso querido Griot e Maestre Walter Calixto Ferreira - o Mestre Borel no Hospital Parque Belem em Porto Alegre.
           Mestre Borel, o mais vbelho e antigo Alabe que se tem notícias, memória viva de nossa tradição se despede num quadro muito triste de pobreza, quando se fazia uma campanha para reerguer sua casa que estava caindo.  Um grande Babalorisa que deixa uma história muito digna de preservação e resistência de nossas tradições. Orum mais uma vez festeja e nós choramos ua partida.
 
Baba Diba de Iyemonja"
 
 
Um abraço
p/Jorge Henrique

Marina Almeida

Excelência Reverendíssimo Bispo de Bagé

Quero muito agradecer pelo que proporciona a atenção de Vossa Excelência, sempre presente no momento certo.

Agradecimento especial pela atenção de nosso trabalho vai também para:

Profª e Advogada Maria Luiza Negreiros, Diva Kodama ex- inspetora e Superintendente Adjunta da Receita Federal  e esposo Frank médico Chefe da Pericia do INSS, Dr James de Oliveira, Samira Costa e ao corpo docente da Universidade Federal de São Paulo UNESP, Profº José Oswaldo Fonseca Marcelino Negreli, Profª Genoveva Pecinin, Prof. Sergio Rossetto do Tucanafro, Dra. Maria Lima Matos ministrando curso Afrobrasileirono no Tucanafro, Professor Padilla da UFRGS Faculdade Direito, Raimunda dos Santos, Secretaria Municipal de Esporte de Santos, Ricardo de Souza Cunha, Noemi Macedo, Frei David dos Franciscanos, Julio Cezar e Familia, Glaucia Maria da Cunha, Sergio Dias, Helciane Angélica - Jornalista/Maceió-AL, Clovis Campelo, Allan Corazza, Celso Bisson de Piracicaba, Adalberto de Oliveiro do jornal Tema, Ricardo Cunha, Roberto Boni o cover do Roberto Carlos, José Pereira Godão da Cia Barrica, Facinete Braga do Centro de Consciência Negra de Pedreira, Pe. Jurandyr Azevedo Araújo do Pastoral Afro CNBB, Angelo Fernandes Pastor Evangélico, Beatriz Guterres, Francisco das Chagas professor Chiquinho e Maestro Agenor.

A vida da a cada um de nós diversos encantos...

O encanto de aceitar  as diferenças...

O encanto de poder compartilhar...

... de amar e ser amado

... de perdoar e ser perdoado

... e principalmente, o encanto de sempre poder contar com amigos especial.

Agradeço a todos por serem presente de Deus na vida dos Negros de Santos.

Admiração torna a alma leve e feliz, por isso devemos ser gratos às coisas belas que nos causam prazer.

Excelência Reverendíssimo Bispo de Bagé

A mensagem de incentivo que a Excelência Reverendíssimo nos proporciona, nos deixa mais feliz ao oferecer oportunidade para repassar porque serve também como estímulo a todos irmãos empenhado na defesa do patrimônio afrobrasileiro.

Luiz Otávio de Brito

De: Gilio Felicio <giliofelicio@yahoo.com>

Para: Luiz Otavio <luiz_otavio@afrodescendente.com.br>

Enviadas: Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011 8:29

Assunto: Re: FELIZ 2012

 Queridos irmãos na defesa do patrimônio afrobrasileiro desejo-lhes um FELIZ ANO NOVO.

 DOM GILIO FELICIO - Bispo de Bagé.

 Clique na figura e conheça a história de vida de DOM GILIO FELICIO Bispo de Bagé

 

 http://www.ceao.ufba.br/2007/